Dark? Switch Mode
A História de Zuko: Prequel
Bookmark
Seguido por 9 pessoas
Status Ongoing
Tipo Comic
Lançado 2010
Postado por
Postado em
Atualizado em
Visualizações ?

A História de Zuko: Prequel

Sinopse A História de Zuko: Prequel

Em uma busca desesperada pela redenção de sua honra, o Príncipe Zuko encontra-se diante de desafios inimagináveis após um confronto decisivo que o marcará para sempre. Despertando na infâmara, cercado pelos ecos de uma batalha que o deixou profundamente abalado, ele se lança em uma jornada épica que desafia as fronteiras do reino e de seu próprio ser.

 

Perseguido pelas sombras do passado e pelos enigmas de um destino ainda incerto, Zuko é impelido pela presença enigmática de sua irmã, Azula, e pelo guia sábio e constante de seu tio Iroh. Juntos, eles velejam por terras esquecidas e templos ancestrais, onde cada passo pode ser uma armadilha ou uma revelação.

 

Entre confrontos com figuras mascaradas e alianças inesperadas, Zuko se depara com a verdadeira essência do poder e da liderança. Sua arte na luta de espadas e sua busca incansável pelo Avatar o levam por caminhos tortuosos, onde amizade e traição são faces da mesma moeda.

 

Através dos olhos de Zuko, testemunhamos a transformação de um príncipe exilado em um líder determinado, cuja jornada é tanto de autodescoberta quanto de redenção. À medida que se aproxima de um desfecho que pode mudar o destino de nações inteiras, uma visão promissora emerge nas águas gélidas do Sul: a chance de cumprir seu destino e, quem sabe, restaurar sua honra perdida.

 

Com intrigas, aventura e a promessa de reviravoltas surpreendentes, este é um conto de coragem, família e o poder da transformação. Uma jornada que não apenas define o legado de um príncipe, mas também o destino de um mundo.

 

Em parceria com os criadores – Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko – e do roteirista principal de Avatar: a Lenda de Aang – Aaron Ehasz – Dave Roman e Alison Wilgus aprofundam a história de como Zuko chegou ao ponto em que o conhecemos em ‘O Garoto no Iceberg’.

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *